T

A Romã, fruto da romãzeira (Punica granatum), é um dos frutos cujo cultivo e consumo vem desde a Antiguidade. Originária do Oriente Médio e da Ásia Menor, a fruta já era domesticada no Irã por volta de 2000 a.C. Para os gregos, a romã era um símbolo da fecundidade; para os judeus, simbolizava a esperança de um ano novo próspero; já para os romanos, a fruta significava ordem e riqueza. A romãzeira é uma árvore que pode alcançar entre 5 a 8 m de altura e se adapta muito bem a climas tropicais e subtropicais, sendo capaz de se desenvolver até mesmo em climas semi-áridos. A romã é uma baga redonda formada por uma polpa vermelha comestível e inúmeras sementes, que se abre espontaneamente quando atinge a maturação.